• Av Juriti, 144 - Moema - São Paulo
  • (11) 5053-2222

Como todo médico deveria ser

Alexandre,
A medicina é uma arte, e como toda arte só se bem a pratica todo aquele que a realiza com amor.
Se lhe bater à porta um idoso, trate-o como se fosse seu avô.
Se lhe bater à porta um homem ou uma mulher, trate-o como se estivesse lidando com seu pai ou sua mãe.
Se lhe bater à porta um paciente de sua faixa etária, olhe-o como se fosse seu irmão ou o seu melhor amigo.
E se lhe chegar uma criança, cuide dela como se fosse seu próprio filho.
Com amor em seu coração, com carinho em seu olhar, com sinceridade em seu aperto de mão e um sorriso acolhedor em seu semblante, você já estará lhes oferecendo a cura para o maior mal que acomete toda humanidade nestes últimos tempos: o desamor.
E o restante? Este fica por conta da ciência. Os livros ensinam.
Mas o amor e o respeito, estes não se aprendem nos livros. Estes só existem em pessoas privilegiadas: aquelas que nasceram com um coração “grande”. E você é um deles.
Portanto, sei que você tem tudo para ser um médico bem sucedido.
Seja feliz neste caminho que hoje se inicia.
Parabéns!
Beijos carinhosos da
 
Cilinha
(Carta que recebi da Dra. Ana Cecilia de Toledo Arruda Amato, minha tia, quando me formei na Faculdade de Medicina de Sorocaba)