Lei de Velpeaux: “Dualidade dos fatos raros”

Prof. Dr. Irany Novah Moraes

 

Essa lei popularizou-se em nosso meio quando um residente de plantão no PS do HC, numa mesma noite, atendeu dois casos de castração voluntária. O primeiro paciente alegando que não podia usar aquele órgão por ser religioso, tomou essa atitude e chegou em choque no PS pela madrugada.

O segundo caso, ocorrido duas horas depois, foi de um jovem que alegou ter escorregado durante o banho e que seus genitais ficaram presos na torneira.

Dessa ocasião em diante, tudo que ocorre duas vezes, seguidas e sendo raro, entre os médicos que deram plantão no PS naquela época é lembrado com o nome de Lei de Velpeaux-Fadul

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.