Chá de insulina

Estava de plantão no PS do Hospital Regional de Sorocaba, na época do meu internato, na clínica médica. Quando uma paciente aparece, com a queixa de náusea, sede, fadiga, visão embaçada e muita vontade de urinar. Durante a anamnese, constatei que a paciente era, sabidamente, diabética, e que a tratava com chá de insulina. Fiquei curioso sobre esse tal chá, e descobri que era feito de um cipó que nascia em seu quintal, e era extraído fervendo-o, porém, o gosto, segundo a paciente, era muito amargo, e ela precisava colocar muita açúcar para poder ser tomado…

 

Dr. Alexandre Amato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.